sábado, 15 de outubro de 2016

Ceratocone, o que é e quais os principais tratamentos? Dr. Peter Ferenczy explica

O oftalmologista Dr. Peter Ferenczy foi o entrevistado nesta quarta-feira, dia 6, da Rádio Difusora. O integrante da equipe do Hospital de Olhos do Paraná falou sobre o ceracotone, doença ocular que causa deformação na córnea.  

O médico explicou o que é a doença, sintomas, tratamentos e avanços na área. Recentemente, o Dr. Peter foi o autor de pesquisa na área com grande repercussão nos Anais Brasileiros de Oftalmologia, um dos principais do país.

O estudo
O estudo do Dr. Peter publicado nos Arquivos Brasileiros de Oftalmologia comprova que o crosslinking de colágeno corneano é eficaz na estabilização do ceratocone e evita a progressão da doença. Por suas características, é um dos tratamentos utilizados na melhora da visão desses pacientes.

A pesquisa teve as participações, ainda, dos seguintes médicos: Maiara Dalcegio, Marcela Koehler, Thiago Silveira Pereira, Hamilton Moreira, Luciane Bugmann Moreira.

Sobre o ceratocone
O Hospital de Olhos do Paraná possui uma Unidade Integrada de Ceratocone, que surgiu para incorporar avanços no tratamento, investir na pesquisa, informação e na orientação para pacientes, seus familiares e para a comunidade. A Unidade conta com todos os tratamentos destinados a corrigir as distorções provocadas na córnea pelo ceratocone. E destaca-se pela sua preocupação em investir, constantemente, em campanhas de esclarecimento.

Perguntas mais frequentes
O ceratocone causa cegueira?
O ceratocone não causa a cegueira. Existem várias opções de tratamento avançandas, que possibilitam o pleno resgate da qualidade visual do paciente mesmo nos casos mais graves da doença. Após o tratamento o paciente retoma plenamente suas atividades.

Qual a origem da doença?
A origem é incerta. Suspeita-se que o ceratocone seja de origem hereditária, mas isto não está confirmado. De qualquer forma, quem tem familiares portadores da doença devem ficar atentos.

Há tratamento para todos os casos?
Mais da metade dos portadores de ceratocone convivem bem com a doença, usando óculos de grau ou lentes de contato.

Qual a importância do acompanhamento da doença?
O acompanhamento constante da doença é importante, pois o Ceratocone é uma doença progressiva. Tanto o diagnóstico da doença como a verificação de sua progressão dependem de exames especiais, destacando-se a topografia da córnea (estudo da superfície), tomografia de córnea (estudo 3D), acuidade visual e refração (avaliação da óptica ocular).

Existe uma relação entre a conjuntivite e o ceracotone?
Não existe correlação entre conjuntivite e ceratocone. Ocorre que, parte dos portadores de ceratocone tem conjuntivite alérgica e, portanto, coceira nos olhos. No entanto é bom frisar que coçar os olhos não causa ceratocone.

Informação retirada daqui
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares

Recomendamos ...